Mesmo sem Luan e Geromel, o Grêmio sobrou de novo. Distância até o Corinthians diminui

Poucos resultados da rodada de ontem do Campeonato Brasileiro eram mais previsíveis do que o triunfo do Grêmio sobre o Vitória. Mesmo em Salvador, o Tricolor era amplo favorito a vencer, e com a relativa folga que de fato ocorreu: tem muito mais time, não sente o fato de jogar fora de casa, pegava um adversário pressionado. Era natural também que fizesse gols, no plural: dono do melhor ataque do campeonato, enfrentaria o time de pior defesa. Fez 3 a 1 e chegou aos 30 tentos no campeonato, 20 deles fora da Arena.

A vitória gaúcha foi construída sem sustos, com naturalidade. O dado que chama a atenção é que Luan e Geromel, para muitos as duas maiores expressões técnicas do elenco, sequer viajaram a Salvador. O volante Michel foi outro titular que também não fez falta. Porque quem entra entra bem: Maicon voltou a combate com a tranquilidade e categoria de quem parece nunca ter saído do time; Arthur, mais centralizado, apresentou a qualidade habitual e ainda pisou na área, como tão bem faz Luan, para marcar o segundo gol; já Rafael Thyere, dada a pouca contundência dos baianos no setor de frente, nem precisou ser tão exigido, quanto mais deixar a torcida com saudades de Geromel.

O destaque da noite, porém, foi Fernandinho. Com a colocação de Maicon como primeiro homem e a as ausências de Michel e Luan, Renato Portaluppi mudou o posicionamento de Ramiro, colocando-o como segundo volante e abrindo espaço para o ponteiro ocupar o lado direito. E ele o fez com grande qualidade, marcando um golaço de falta (cavada por ele próprio) e dando o passe para Arthur marcar o segundo gol da noite no Barradão.

Fernandinho simboliza bem o momento do Grêmio. É o típico jogador que Renato gosta de recuperar. De jogador dispersivo e nada produtivo, virou reserva muito útil, que ajuda a manter o nível do time ou até melhorá-lo, dando alternativas em partidas complicadas - domingo, contra a Ponte Preta, entrou bem e sofreu o pênalti da virada. Além disso, mostra a qualidade do grupo disponível na Arena: sem duas de suas principais peças, o Tricolor venceu com total autoridade (nem vamos falar de Douglas e Miller Bolaños, que há tempos não são opções no time). E este reserva que entra decide a partida e se torna o melhor em campo.

O momento é realmente mágico. Se Maicon se machuca, Arthur entra e até melhora o time; se Michel não joga, Maicon pode ser recuado, dá seus passes infiltrados de enorme técnica, mantém o nível da marcação e Arthur, adiantado, até gol faz; se Ramiro recua, melhora a marcação do meio e abre caminho para Fernandinho se destacar; se se adianta, marca o golaço que decidiu a partida; se Barrios joga, faz gol; se sai para a entrada de Everton, vê o reserva construir a jogada que culminou no terceiro gol. Tudo dá certo, pois tudo está perfeitamente encaixado. E o nível apresentado em campo se mantém, ou só melhora.

A retomada do Grêmio em termos de resultados no Brasileirão coincide com a falta de jogos pelos mata-matas paralelos nos últimos dez dias. E também com uma queda recente do Corinthians, que perdeu quatro pontos para os modestos Atlético Paranaense e Avaí. A distância caiu 40% nos últimos cinco dias, de dez para seis pontos. O Timão incrivelmente continua invicto após longas 15 rodadas, e segue tendo no campeonato sua total prioridade, mas ainda faltam 23 jogos. A disputa está, sim, aberta. Nunca esteve encerrada, aliás.

Foto: Edson Ruiz/Agência Press Digital.

Comentários

Franke disse…
O jogo de ontem, pelo momento ruim do Vitória, não é o melhor para o que eu vou comentar, mas prefiro o Grêmio com Maicon. Até gostei ontem dele e Arthur jogando juntos. Entendo que ele acrescenta seriedade e objetividade importantes à meia-cancha - coisa que ÀS VEZES falta nesse ímpeto ofensivo do Renato.
Vicente Fonseca disse…
Posso te confessar uma coisa? Também prefiro. Mas o Renato me parece correto em manter o Arthur: além de jogar demais, vê o Maicon numa série de problemas físicos que simplesmente impedem qualquer continuidade. Praticamente não houve disputa de posição entre os dois ainda. Os dois juntos, acho que só ontem mesmo - o Michel é titular desse time, por característica e por também estar jogando uma bola bem redonda.
Chico disse…
O Tricolor venceu em ritmo de treino. Ganhou quando quis.

Fernandinho acabou com o jogo.

Muito boa a volto do Maicon

ladonnacahalane disse…
Casinos near me - MapyRO
Looking for Casinos 충청북도 출장안마 Near Me 천안 출장안마 - 시흥 출장마사지 Find Casinos 경산 출장마사지 Near Me 논산 출장샵 - MapyRO