21/03 pode ser dia de jogo

Por maior que seja a diferença técnica entre Grêmio e River Plate/SE, e por mais que uma vitória por diferença igual ou superior a dois gols classifique o Tricolor diretamente à segunda fase da Copa do Brasil esta noite, é bom os gremistas se prepararem para a possibilidade de um jogo de volta daqui a duas semanas, no Olímpico. Afinal, mesmo sendo o maior campeão da Copa do Brasil ao lado do Cruzeiro, o Grêmio tem históricas dificuldades em matar um jogo de fase inicial já na partida de ida.

O regulamento passou a ser adotado em 1995. Cansada de confrontos sem público, verdadeiros amistosos de luxo, a CBF determinou que, nas duas primeiras fases da Copa do Brasil, quem vencesse por 3 ou mais gols de diferença fora de casa no primeiro jogo se classificava sem precisar do jogo de volta. No ano seguinte, a exigência diminuiu: dois gols de diferença bastavam.

De lá para cá, o Grêmio teve 18 chances de eliminar o rival logo no primeiro jogo. Só conseguiu isso em três oportunidades. Abaixo, uma por uma das tentativas. Vale lembrar que o Tricolor jamais foi eliminado da Copa do Brasil na primeira fase. Em 18 estreias, venceu 11, empatou cinco e perdeu só duas vezes.

1995 - Desportiva 0 x 1 Grêmio: um gol de Jardel deu a vantagem para o jogo de volta, vencido pelo Tricolor por 2 a 1, no Olímpico.

1996 - Operário/MS 0 x 1 Grêmio: vitória simples, gol de Paulo Nunes. Faltou um para carimbar a vaga.

1997 - Fortaleza 2 x 3 Grêmio: no início da campanha do tri, o Grêmio vencia por 3 a 1 até 42 minutos do segundo tempo, mas sofreu um gol no fim do jogo e foi obrigado a jogar novamente contra os cearenses, no Olímpico.

1998 - Linhares 0 x 0 Grêmio: estreia discreta, uma das duas únicas até hoje onde o Grêmio não marcou ao menos um gol.

1999 - ABC 1 x 2 Grêmio: assim como em 1997, o Grêmio vencia por 2 a 0 e ia eliminando a necessidade de um segundo jogo, mas sofreu um gol. Na volta, se classificou dramaticamente em um empate de 3 a 3, conquistado no fim da partida.

2000 - União Rondonópolis 0 x 4 Grêmio: com um show de Ronaldinho, goleada e classificação sem precisar jogar em casa. Estreia oficial de Antônio Lopes como técnico gremista.

2001 - Villa Nova/MG 3 x 2 Grêmio: a campanha do tetra começou com derrota. Anderson Lima fez dois gols, mas não impediu a derrota.

2001 - Santa Cruz 1 x 0 Grêmio: na segunda fase, o Grêmio perdeu novamente na ida, mas reverteu em Porto Alegre, fazendo 3 a 1.

2004 - Chapadão 0 x 0 Grêmio: em uma das piores estreias de sua história, o Grêmio não conseguiu passar pelo fraco do time Mato Grosso do Sul, mas fez 2 a 1 em casa na volta.

2004 - Londrina 0 x 2 Grêmio: pela segunda fase, o Grêmio eliminou os paranaenses na ida, com gols de Claudiomiro e Christian.

2005 - Bahia 2 x 1 Grêmio: na primeira fase mais difícil já enfrentada pelo Grêmio até hoje, a derrota em Salvador foi compensada com um dramático 1 a 0 em Porto Alegre.

2005 - Vila Nova 1 x 1 Grêmio: outro adversário na Série B daquele ano, o Vila Nova por pouco não venceu o Grêmio em Goiânia. No RS, 3 a 1 de virada.

2006 - Piauí 1 x 2 Grêmio: uma péssima atuação impediu o Grêmio de eliminar o Piauí já na ida. O time vencia por 2 a 0, cedeu um gol e perdeu a chance de definir a fatura em um pênalti desperdiçado por Tcheco.

2006 - 15 de Novembro 1 x 0 Grêmio: derrota com gol contra de Lucas no começo do jogo. No Olímpico, eliminação nos pênaltis.

2008 - Jaciara 0 x 1 Grêmio: um gol de Tadeu aos 46 do segundo tempo impediu um empate na estreia. O desempenho foi tão pífio que Vagner Mancini foi demitido após a partida. Com Celso Roth, o time passou fácil pelo Jaciara no Olímpico: 6 a 0.

2008 - Atlético/GO 2 x 1 Grêmio: o Dragão era bem mais fraco que hoje, ainda estava na Série C. Mas a derrota no Serra Dourada poderia ter sido maior. No Olímpico, eliminação fiasquenta nos pênaltis.

2010 - Araguaia 1 x 3 Grêmio: um gol de Borges no finzinho do jogo definiu a classificação antecipada, após o time sair perdendo.

2010 - Votoraty 0 x 1 Grêmio: vitória simples, gol de Jonas, mas insuficiente para liquidar o adversário de cara.

Comentários

Zezinho disse…
Bah, jogo da volta de 1999 foi épico. Agnight salvando a pátria.

Jogo do blecaute que atingiu ONZE estados do Brasil naquele final de noite.

Saudades do FHC (não)
Tens bola de cristal?